Mulher em Construção

Maria Beatriz Kern

A gaúcha Maria Beatriz Kern, 53 anos, transpôs muros de preconceito e concretizou o sonho de formar mão de obra feminina para a construção civil. Ela criou, em 2008, a ONG Mulheres em Construção e já beneficiou 3 mil mulheres no Rio Grande do Sul com mais de 40 cursos de capacitação – de pedreira, ceramista, azulejista, pintora, instaladora eletricista ou hidráulica e mestre de obras, entre outros – e quatro oficinas de reparos domésticos. “Nosso objetivo é qualificar mulheres para colocá-las lado a lado com os homens na construção da sociedade.” As vantagens são evidentes: quem ingressa no mercado da construção civil tem salários entre 650 e 4 mil reais. “Dá para imaginar o que significa isso para quem, muitas vezes, nunca teve renda e já está com 35, 40 anos?”, indaga Bia, como é conhecida. Foram formadas turmas não só em Canoas, onde fica a base da ONG, mas em vários municípios do estado. Para tanto, Bia, que é graduada em gestão pública, tem contado com o apoio das coordenadorias municipais da mulher, de parceiros privados e entidades sindicais.

Quando uma prefeitura a procura, ela avalia se o município tem capacidade de absorver a mão de obra. “Promovemos eventos para as empresas locais, para que elas contratem. Não é possível que boas profissionais fiquem fora do mercado por puro preconceito.” A próxima empreitada é tirar do papel o projeto de erguer uma escola profissionalizante. “Será a primeira do Brasil.” Cedido pelo estado a pedido da Prefeitura de Canoas, o terreno já foi entregue. Agora começa a fase de captação de recursos e de doação de materiais. A obra será executada por alunas e ex-alunas. Além de cursos gratuitos de construção civil para mulheres de baixa renda, haverá palestras sobre cidadania, gênero e empreendedorismo.

SIGA-NOS

Contato

(51) 995.322.802
parcerias@mulheremconstrucao.org.br

CNPJ 09.676.204/0001-11

 

Bluelephant © 2017