Mulher em Construção

Donas de casa aprendem a pintar paredes revitalizando prédio histórico da Capital

Fonte: http://www.consumidorrs.com.br/2013/inicial.php?case=2&idnot=32363

 

Elas aproveitam também para preparar suas casas para o final do ano

A ONG Mulher em Construção, pioneira em capacitar, gratuitamente, mulheres em situação de vulnerabilidade social para trabalhos na construção civil, vem preencher uma lacuna do cotidiano do lar. Atendendo pedidos de donas de casa e de profissionais liberais, a ONG oferece cursos rápidos de pequenos consertos domésticos.

Agora, as mulheres que sempre desejaram resolver, elas próprias, os costumeiros e pequenos problemas com eletricidade, hidráulica, alvenaria, cerâmica e de pintura podem fazer, em quatro horas, cursos que ensinam, facilmente, a solucionar os danos sem exigir prática nem habilidade. Se depender delas, estão com dias contados a torneira que pinga, a descarga que vaza, a tomada que não funciona, a troca de azulejo e a parede que precisa nova pintura…

Assim, elas não precisam mais esperar pelo esposo ou pelo profissional “quebra galho”. E também poupam com visitas técnicas. Além de tudo isso, as matriculadas nos cursos vão contribuir com a ONG e com o projeto Vila Flores. A Organização Não Governamental necessita de recursos para continuar habilitando mulheres para ocupar vagas nos canteiros de obras, uma garantia do sustento delas e das suas famílias. Já o Vila Flores, conjunto arquitetônico histórico de Porto Alegre, precisa de verba e de mão de obra para sua restauração, atingindo mais rapidamente a meta de se tornar um centro de cultura, arte e negócios. As alunas dos novos cursos vão aprender colocando a mão na massa no conjunto de três edificações projetado pelo engenheiro-arquiteto alemão José Seraph Lutzemberg (pai do ecologista e ambientalista gaúcho) e erguido entre os anos 1925 e 1928 na rua São Carlos, números 753, 759 e 765, esquina com a Rua Hoffmann, números 459 e 477 – Bairro Floresta .

No sábado, dia 26 de julho, das 9h às 13h, ocorre a segunda edição do curso de Reparação e Pintura de Paredes. Essa segunda turma sobre o mesmo tema foi formada porque o curso de estreia (dia 5 deste mês) atraiu novas interessadas. As aulas teóricas e práticas, ministradas em quatro horas, tratam desde a preparação da parede, corrigindo imperfeições até o reboco e demão final. Na parte do acabamento, elas vão saber como escolher o material apropriado para os diversos tipos de pintura e texturas. Por fim, vão aplicar as técnicas nas paredes internas do complexo, se orgulhar de participar da revitalização do Vila Flores e estar prontas para modificar qualquer ambiente do seu lar ou do seu espaço de trabalho.

De acordo com as dúvidas do grupo, manifestadas na inscrição, são dadas dicas. Nesta próxima aula, algumas pediriam noções sobre o uso correto da furadeira. Os temas dos próximos encontros serão agendados conforme o interesse.

ONG Mulher em Construção

A Organização Não Governamental é uma entidade do terceiro setor que, tradicionalmente, ensina, gratuitamente, mulheres a trabalhar na construção civil. Tem por objetivo capacitá-las para ocupar vagas em canteiros de obras assim como atuar como autônomas, proporcionando independência, cidadania e empoderamento das mulheres em situação de vulnerabilidade socioeconômica e de violência doméstica. Através da inserção delas neste mercado dominado por homens, as ações da ONG também contribuem para a redução da desigualdade, da discriminação de gênero no mundo do trabalho, aumento da qualidade de vida e mudança positiva no perfil socioeconômico de diferentes tipos de família.

Através de parcerias, são oferecidos cursos nas diversas áreas da construção civil como alvenaria, elétrica, hidráulica, cerâmica e pintura predial. Além de aulas teóricas e práticas do conteúdo pragmático, elas recebem treinamento para desenvolver habilidades de leitura, escrita, interpretação e raciocínio lógico. Também têm noções de empreendedorismo, cooperativismo e são incentivadas a debater temas sobre sexualidade, autoestima, conceitos, tabus, mitos e paradigmas do universo feminino.

Agora, a ONG inova e lança curso de pequenos consertos domésticos para todas as interessadas.

Projeto Vila Flores

O empreendimento foi realizado pelo dr. Oscar Bastian Pinto e o projeto arquitetoÌnico pelo engenheiro- arquiteto José Franz Seraph Lutzenberger, alemão chegado a Porto Alegre no ano de 1920 que teve importantes contribuições para a arquitetura da cidade, entre elas a Igreja São José, o Palácio do Comércio e o Orfanato Pão dos Pobres. O conjunto era destinado a “casas de aluguel” para pessoas e famílias que vinham habitar o Bairro Floresta, em franca expansão industrial na época da construção do empreendimento. No piso terreo, predominou o uso comercial e alguns serviços que se aproveitavam da localização na esquina da quadra.

A fachada das edificações voltadas para a rua se encontram em excelentes condições, preservando as caracteristicas da arquitetura original. Um detalhe dos edifícios é a utilização de bay-windows, afim de destacar a esquina dos prédios, solução muito comum na arquitetura alemã do final do século XX.
Atualmente, está em processo de restauração cuja proposta é torna-lo um centro cultural e de escritórios.

Serviço:

Curso de Reparação e Pintura de Paredes

Data: 26/07/2014
Horário: 9h às 13h
Local: Vila Flores – Rua Hoffmann, nº 477 – – Bairro Floresta – Porto Alegre
Valor: R$ 150,00
Inscrição: Depósito em conta corrente: Mulheres em Construção – Banco do Brasil Agência 3876-8 Conta Corrente nº. 21575-9. O comprovante de depósito deve ser enviado por email para garantir a inscrição: mulheremconstrucaobrasil@gmail.com.
Mais informações: (51) .8030.0193 e 92437827 e mulheremconstrucaobrasil@gmail.com.

 

Fonte: Beth Nunes
Autor: Beth Nunes
Revisão e Edição: de responsabilidade da fonte

SIGA-NOS

Contato

(51) 995.322.802
parcerias@mulheremconstrucao.org.br

CNPJ 09.676.204/0001-11

 

Bluelephant © 2017